Atendimento (41) 99879-2300 (41) 99879-2300 (WhatsApp) 08:00 as 18:00 de segunda a sexta-feira

POR QUE USAR SLING "ESTÁ NA MODA"?

A prática de transportar o bebê coladinho ao corpo é muito antiga e comum em diversas culturas. Atualmente tem ganhado muitos novos adeptos no mundo todo e fazem sucesso entre as mães modernas. Isso porque, além da praticidade, estudos têm apontado uma série de benefícios para a dupla mãe-bebê, esses são alguns deles:

  • Contribui para reduzir o choro;

  • Ajuda acalmar o bebê;

  • Diminui sintomas de cólica e refluxo;

  • Pode diminuir a incidência de depressão pós-parto;

  • Contribui para o crescimento físico e saudável do bebê;

  • Promove o vínculo afetivo entre mãe e bebê;

  • Melhora as taxas de amamentação.

(Benefícios baseados em evidências científicas)

Carregar o bebê no sling vai muito além de transportar o bebê no pano. Há também o resgate do natural e prazer no contato constante e muitas vezes vem ao encontro da necessidade das mães, que cada vez mais estão sobrecarregadas e encontram neste acessório um apoio fundamental para dar conta das tarefas do dia a dia, sejam elas cuidar de outros filhos, trabalhar ou até mesmo ir ao banheiro.

 

Liberados desde os primeiros dias de vida do bebê, os slings aliam acolhimento e liberdade. O tecido permite envolver o bebê de modo a acomodá-lo bem junto ao tronco do adulto, mantendo a posição fisiológica do bebê sem causar sobrecarga a coluna do adulto, proporcionando conforto a ambos.

Referências:

1. Fonte: Hunziker, U. A., Barr, R. G. (1986). “Increased carrying reduces infant crying: a randomized controlled trial”. Pediatrics, 77(5):641-8.

2. Fonte: Esposio, G. et al. (2013). “Infant calming responses during maternal carrying in humans and mice”. Current Biology. 23(9):739-45.

3. Fonte: Jung, W. J. et al. (2012). “The efficacy of the upright position on gastro-esophageal reflux and reflux-related respiratory symptoms in infants with chronic respiratory symptoms”. Allergy, Asthma & Immunology Research, 4.1:17-23.

4. Fonte: Bigelow, A. et al. (2012). “Effect of mother/infant skin-to-skin contact on postpartum depressive symptoms and maternal physiological stress”. J Obstet Gynecol Neonatal Nurs., 41(3):369-82.

5. Fonte: Field, T. et al. (2010). “Preterm Infant Massage Therapy Research: A Review.” Infant behavior & development, 33.2:115-124.

6. Fonte: Anisfeld, E. et al (1990) “Does infant carrying promote attachment? An experimental study of the effects of increased physical contact on the development of attachment”. Child Development, 61(5):1617-27.

7. Fonte: Pisacane, A. et al. (2012). “Use of baby carriers to increase breastfeeding duration among term infants: the effects of an educational intervention in Italy”. Acta Paediatrica, 101(10):e434-

Imagem: Moby Wrap